o que é amputação transtibial

O que é amputação transtibial? Principais Causas, Próteses

 

A amputação transtibial consiste na retirada parcial da tíbia e fíbula, ossos que pertencem à panturrilha, sendo caracterizada pela desarticulação do tornozelo. Uma característica deste tipo de amputação é a preservação da articulação do joelho. 

Este tipo de amputação é uma das que mais ocorre na atualidade e causa alterações físicas, psicológicas e fisiológicas nos amputados. Ela pode ser classificada de acordo com três níveis de amputação:

  • nível proximal, ou seja, próximo do joelho;
  • nível médio: centro dos ossos;

o que é amputação transtibial

 

fonte: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/308490/1/Carvalho_JoseAndre_D.pdf

  • nível distal que se refere próximo ao tornozelo

 

 

Continue acompanhando nosso artigo para saber as causas, a importância da fisioterapia para reabilitação e um pouco mais sobre as próteses transtibiais.

 

guia completo do amputado
Baixe nosso E-book Grátis – Guia Completo do Amputado

 

 

Principais causas da amputação transtibial

 

 

Estatísticas apontam que mais de 80 mil amputações são realizadas a cada ano no Brasil, considerando as de membros inferiores e superiores. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 70 % delas ocorrem por conta da diabetes. Entretanto, temos no Brasil altos índices de acidentes de trânsito, câncer e violência urbana, que contribuem para os altos números. 

 

Outras causas para amputação transtibial são: malformações congênitas como a hemimelia fibular , problemas vasculares ou acidentes de trabalho.

 

Neste contexto, as próteses ortopédicas e todo o processo de reabilitação do paciente serão de extrema importância para que o indivíduo volte o quanto antes às suas atividades da sua vida cotidiana. Por isso, a equipe médica que acompanha o paciente deve saber da importância de preparar o membro afetado para a adaptação às próteses.

 

Importância da fisioterapia para reabilitação do amputado

 

Fisioterapia pré-amputação

 

A fisioterapia desempenha um papel importante no processo de reabilitação do amputado. O fisioterapeuta atua quanto à reeducação funcional, dando todo suporte em todos os estágios, fazendo parte da equipe multidisciplinar, supervisionando e tratando desde o estágio pré e pós-operatório, ajudando o paciente a se adaptar à prótese.

 

O ideal é que a fisioterapia se inicie o quanto antes, atuando na dessensibilização do coto,  orientação quanto ao processo de enfaixamento do coto através de uma atadura para que haja uma boa circulação sanguínea, eliminar edemas e preparar o coto para prótese.  

 

Exercícios para fortalecimento muscular dos braços para que, assim, sustentam melhor o peso do corpo ao usar muletas. Também é possível fortalecer outras estruturas que ficarão preservadas após a amputação, orientações ao paciente quanto a fazer massagem proprioceptiva, trabalho do membro contralateral e membros superiores e treino de marcha.

 

 

Fisioterapia pós-amputação

 

 

 

 

sala de fisioterapia bionicenter
Sala de Fisioterapia Bionicenter

 

Este período é considerado um dos mais extensos do tratamento. São feitos diversos exercícios, no caso da amputação transtibial, para reforçar a perna preservada de modo que ela possa sustentar o corpo com uma certa facilidade e assim inibir o surgimento de lesões. O coto do membro amputado também é muito trabalhado para que possa se adaptar à prótese.

 

São realizados também treinos de marcha, de equilíbrio e coordenação, para que o paciente possa andar sozinho com autonomia, coordenação e equilíbrio.

 

 

Prótese Transtibial

 

Iremos agora falar um pouco sobre as próteses para amputação transtibial, como elas são formadas. Estes dispositivos irão substituir a tíbia e a fíbula, ossos localizados entre a articulação do joelho e do pé, que foram previamente amputados.

 

Depois de passar por todos os desafios psicológicos, todo o processo de cuidados com o coto é comum ter a curiosidade de como é esse novo universo em que estamos inseridos. Inúmeras são as dúvidas, como são formadas as próteses? Todas são iguais? 

 

Então, continue a leitura e veja como é formada uma prótese transtibial.

 

Conjunto de formação de uma Prótese Transtibial

 

prótese transtibial

 

1 – Encaixe

 

O encaixe, também conhecido como soquete, é o que engloba o coto com a prótese e é ele que vai auxiliar a controlar o movimento. Além disso, é a partir do encaixe que o processo de protetização é iniciado, sendo que ele representa a medida exata coto. 

 

2 – Corpo

 

O corpo de uma prótese transtibial, é a parte abaixo do joelho, que substitui a canela e a panturrilha.

 

3 – Pé

 

O pé é o responsável por apoiar todo o conjunto do encaixe, corpo da prótese, substituindo naturalmente o pé do amputado.

Existem diversos métodos para se fazer a medição do tamanho do coto: a laser, imagens digitais ou através de um molde de gesso, sendo este o mais convencional.

 

como funcionam próteses biônicas

 

Liner

 

Outro elemento que compõem as próteses é chamado de Liner.  O liner é um revestimento que fica localizado entre o encaixe da prótese e o coto. O seu objetivo principal é diminuir o atrito entre a pele e a prótese evitando assim possíveis inflamações no coto, funciona como uma espécie de meia para o coto. Esse revestimento é fabricado com diferentes tipos de materiais como silicone, elastômero termoplástico (TPE), poliuretano entre outros.

 

Veja abaixo, uma demonstração de uma prótese transtibial utilizada pelo Diego, paciente aqui da Bionicenter.

 

 

 

Depois de tudo que tratamos neste texto, é muito importante sempre manter a saúde e uma mente sã. É muito importante passar por todo o processo de fisioterapia e psicoterapia no pós amputação para que se tenha uma reabilitação mais efetiva.

Gostou do nosso artigo sobre amputação transtibial? Compartilhe, deixe seu comentário abaixo e nos siga em nossas redes sociais Instagram e Facebook para ficar por dentro de todas as novidades!

2 Comments

  1. Anacleta Bernardo César Cussomba

    é uma materia muito importante. gostei muito do que disse sobre a prótese transtibial. quero saber um pouco mais sobre os tipos de encaixe de prótese transtibial.

    1. Luiz

      Olá Anacleta, agradecemos pelo retorno e ficamos felizes que tenha gostado do artigo. Caso queira saber mais informações sobre encaixes para prótese transtibial, por favor entre em contato pelo nosso WhatsApp para agendarmos uma avaliação com Dr. Anderson: (12) 9 9644-0066 . Qualquer dúvida estamos a disposição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *