quando iniciar enfaixamento coto

Quando Iniciar o Enfaixamento do Coto? Conheça o Enfaixamento em 8

Existem muitas dúvidas quando se fala da saúde do coto. E não é para menos, pois essa é uma parte muito importante e que irá determinar o bem-estar e a reabilitação do amputado. Fique com a gente e veja quando iniciar o enfaixamento do coto, e conheça o enfaixamento em 8.

 

Além de se preocupar com os desafios psicológicos no pós amputação, o paciente também terá que se preocupar em fazer uma boa higienização do coto para que não aconteça inflamações ou infecções.

 

E os cuidados não param por aí. Logo após o pós-operatório e a cicatrização do coto, o paciente deve iniciar uma rotina de exercícios de dessensibilização, na qual será aplicada diversos estímulos para auxiliar no controle da “sensação fantasma (sensação de que a pessoa ainda possui o membro).

 

Então, após obter uma boa cicatrização, o amputado deve  iniciar o enfaixamento do coto, através de uma atadura ou faixa elástica

 

Para que serve o enfaixamento do coto?

 

O procedimento do enfaixamento do coto deve acontecer diariamente. As faixas devem ser trocadas 3 vezes ao dia, e não é recomendado ficar com ela mais de 12 horas.

 

Todo esse processo é importante pois:

 

  •  Estimula a circulação sanguínea e o metabolismo; 
  •  Elimina possíveis edemas; 
  •  Prepara o coto para receber a prótese;
  •  Diminui o volume do coto;
  •  Melhora o formato (tirar o famoso “bico de pastel” que forma nas extremidades);
  • Dar o formato cônico;
  • Aumentar a propriocepção (sensação do coto);
  • Diminuir a Sensação Fantasma.

 

Como Fazer a Higienização do coto

 

Antes de falarmos do processo de enfaixamento, é muito importante tratarmos sobre a higienização. A higienização do coto é algo muito importante durante o pós-operatório.

 

Por se tratar de uma região que passou por processos extremamente complexos, que causam cicatrizes e perda significativa da sensibilidade, é muito importante que o coto tenha cuidados diários quando se fala em higiene.

 

Portanto, se você estiver sozinho (a) ou com alguém, tenha o hábito de observar a região através de um espelho. Verifique se tem manchas de origem desconhecidas, má cicatrização ou até pequenas protuberâncias que, no futuro, podem vir a originar edemas.

 

Estando tudo certo com o coto, veja algumas dicas de higienização:

 

  • Lavar o coto pelo menos uma vez ao dia com água morna e sabonete neutro, lembrando de realizar movimentos leves e circulares;
  • Após o banho, secar a região amputada com uma toalha macia ou felpuda, porém evitando contato direto com a cicatriz;
  • Quando estiver seco, massageio o coto com um creme hidratante, evitando que a área fique ressecada e possa demorar a cicatrizar.

 

Todo esse processo de higienização deve acontecer antes e depois de colocar a prótese. Uma dica importante é que se busque tomar banho de sol, visando aumentar a vitamina D no corpo, e consequentemente irá fortalecer os ossos e acelerar o processo de cicatrização do coto.

 

guia completo do amputado
Baixe nosso E-book Grátis – Guia Completo do Amputado

 

Como realizar o enfaixamento do coto?

 

Veja algumas dicas de como fazer o enfaixamento:

 

  • Antes de iniciar o enfaixamento, verifique se o coto está completamente cicatrizado, e sem os pontos cirúrgicos;
  • O material ideal da faixa elástica deve ser de algodão, poliéster ou látex para que haja “respiração” da pele do coto;
  • Para que aconteça um bom enfaixamento, é muito importante que a pressão seja uniforme em toda a faixa. Assim irá evitar que o amputado sinta incômodos na região. Caso aconteça, deve-se repetir o procedimento até que a dor desapareça;
  • Faça a utilização da faixa gradativamente. Uma sugestão é que comece o enfaixamento e fique com a faixa por aproximadamente 30 minutos. Depois, tire a faixa e observe o coto. Se estiver tudo certo, descanse por volta de 10 minutos e volte a fazer o enfaixamento. Depois de alguns testes, vá aumentando o tempo com a faixa;
  • Para pacientes diabéticos e vasculares, tome cuidado para que o enfaixamento não cause bolhas ou comprima demais o coto.

 

 

Enfaixamento em 8 para Amputação Transtibial (abaixo do joelho)

 

O enfaixamento em 8 é feito fazendo rotações de subida e descida alternadas no enfaixamento. Cada volta irá se cruzar formando um 8.

 

Veja abaixo, vídeo de demonstração do enfaixamento compressivo em “X” ou em “8” , recomendado para a maioria dos pacientes com amputação transtibial (abaixo do joelho) . A demonstração foi feita pelo nosso fisioterapeuta Anderson Nolé.

 

Enfaixamento do Coto para  Amputações Transfemurais ou Desarticulação de Joelho.

 

Se o nível de amputação for transfemoral ou desarticulação do joelho , assista ao vídeo abaixo:

 

Apesar de todas as dicas acima, o ideal é que o primeiro enfaixamento do coto seja realizado com um profissional especializado, para que te oriente durante o procedimento.

 

Gostou do nosso artigo sobre quando iniciar o enfaixamento do coto? Deixe seu comentário abaixo, compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais e nos siga no Instagram e Facebook para ficar por dentro de todas as novidades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *