como declarar protese ortopedica no imposto de renda

Imposto de Renda: Veja como declarar próteses ortopédicas

 

Você já fez o seu imposto de renda? Sabia que pode deduzir dele a compra de próteses ortopédicas e equipamentos ortopédicos? Todo ano se faz necessário a declaração do imposto de renda e sempre surgem dúvidas, principalmente relacionadas às despesas médicas, sobre o que deve ou não ser declarado. Por isso, o objetivo deste artigo é te ajudar a como declarar próteses no imposto de renda.

 

Como declarar próteses no Imposto de Renda?

 

De acordo com a Instrução Normativa RFB nº 1.500/2014, às despesas com aparelhos ortopédicos podem ser deduzidos na declaração do imposto de renda como despesas médicas, desde que se comprove com receituário médico e a Nota Fiscal tem que ter sido emitida em nome do paciente beneficiado. (Solução de Consulta Cosit nº 406/2017). 

 

Para poder declarar a prótese como despesa médica será preciso apresentar documentos que contenham nome, endereço, número de inscrição no CPF ou CNPJ (caso a empresa tenha efetuado pagamentos) podendo ser substituídos por cheque nominativo ao beneficiário, de sua própria emissão, do cônjuge ou do dependente.

 

E para fazer a declaração da prótese no imposto de renda é simples: basta informar os gastos na ficha “Pagamentos Efetuados”, código 21 – Hospitais, clínicas e laboratórios no Brasil.  Os documentos pedidos não são anexados à declaração e ficam guardados pelo contribuinte no prazo de 5 anos.  

ebook protese de alta performance
Baixe Nosso Ebook Grátis – Próteses de Alta Tecnologia

 

 

O que pode ser declarado no imposto de renda?

 

Veja na lista abaixo, o que pode ser declarado em seu imposto de renda com relação a despesas médicas:

 

  • Aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas: pernas e braços mecânicos, cadeiras de rodas, andadores ortopédicos, palmilhas e calçados ortopédicos, qualquer outro aparelho ortopédico destinado à correção de desvio de coluna ou defeitos dos membros ou das articulações;
  • Exames laboratoriais e radiológicos;
  • Materiais usados em cirurgias – marca passos, parafusos e placas (em cirurgias ortopédicas), colocação de lente intraocular em cirurgia de catarata, transfusões de sangue e medicamentos, desde que colocados na fatura emitida pelo hospital ou profissional de saúde. 
  • Consultas médicas de qualquer especialidade como psicólogos, fisioterapeutas, dentistas entre outros;
  • Cirurgias plásticas – sendo reparadoras ou não, porém tem que ter como finalidade de prevenir, manter ou recuperar a saúde física ou mental do paciente; 
  • Planos e seguros saúde incluindo a participação do empregado que divide os gastos do plano com o empregador – o gasto dedutível é aquele que efetivamente foi pago pelo contribuinte. 

 

Enfim, no momento de fazer a sua declaração do imposto de renda, consulte um contador para saber tudo o que você pode declarar com relação a sua prótese e tudo o que está envolvido no processo.

 

Leia também: Como funcionam as próteses biônicas 

 

A declaração do imposto de renda é algo que tem que ser feito todos os anos, e deve-se tomar cuidado para não cair na malha fina. 

 

Gostou de saber como declarar próteses no imposto de renda? Deixe seu comentário abaixo, compartilhe e nos siga em nossas redes sociais Instagram, Facebook para ficar por dentro das novidades.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *